Projeto: ITC-20181055

Desenvolvimento de um novo sistema de gerenciamentode experiência do cliente omnichannel (OptimUX).

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do Programa FEDER INTERCONECTA.

O principal objetivo do projeto OptimUX é desenvolver uma plataforma que ofereça às organizações uma Gestão da Experiência do Cliente que combine a digitalização com a empatia humana.

Para tal, será concebida uma solução que, utilizando as mais recentes tecnologias, constituirá um sistema omni-channel e omnidirecional que poderá interagir de forma inteligente e automática com o cliente para garantir uma experiência satisfatória e personalizada. Graças aos dados existentes nas organizações e aqueles coletados pela própria plataforma, algoritmos de aprendizagem automática serão usados ​​para alcançar a lealdade e a satisfação do cliente. A plataforma será composta pelos seguintes módulos:

  • Automação de Marketing.
  • Inteligência artificial.
  • Web Phone.
  • CRM.
  • Central de Atendimento Inteligente.
  • Business Intelligence.
  • Inteligência em Mídias Sociais.

Esses módulos cobrirão seus próprios objetivos, colocando o cliente final como o foco principal da plataforma.

Projeto: ITC-20181026

Biometrical Open Smart Bank.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do Programa FEDER INTERCONECTA.

O projecto BiOSBank visa criar uma Plataforma Aberta e Inteligente para o Sector Bancário, na qual as tecnologias mais inovadoras serão incorporadas para permitir o desenvolvimento do novo modelo bancário exigido pela sociedade actual.

Para este fim, o projeto BiOSBank irá desenvolver uma Plataforma de Banca Aberta Inteligente, juntamente com um novo Sistema Smart Teller e uma ferramenta de Mobile Banking, fazendo uso de tecnologias disruptivas e técnicas de ponta para facilitar um novo modelo de interação com os clientes. Banking muito mais próximo, personalizado, adaptado a novos tempos e novas tecnologias, cobrindo as necessidades e preferências de cada cliente (tanto indivíduos como empresas).

Esta nova plataforma será um ponto de partida para:

  • O desenvolvimento de um ecossistema financeiro-tecnológico.
  • Base para facilitar a entrada no mundo financeiro de outros atores.

No BiOSBank, as tarefas de pesquisa e desenvolvimento experimental apoiadas pelas seguintes tecnologias serão abordadas:

  • DLTs (Distributed Ledger Technologies) e Blockchain.
  • Big Data, Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina para o gerenciamento do Know Your Customer (KYC), para a criação de modelos preditivos e gerenciamento de riscos, detecção de anomalias, etc.
  • Tecnologias biométricas para gerenciamento de identidade, possibilitando operações sem contato e sem cartão.
  • Incorporação de mecanismos adicionais de segurança, como criptografia, assinatura digital, etc.
  • Da mesma forma, a plataforma oferecerá uma API de serviços não apenas adaptada aos regulamentos europeus (PSD2, AML, MiFID2, etc.), mas também com outros serviços adicionais, a fim de facilitar o desenvolvimento do ecossistema de tecnologia financeira apropriado.

O âmbito de aplicação irá além do ambiente puramente bancário, incluindo um caso de uso para o setor hoteleiro, consistindo na reserva de acomodação de caixas eletrônicos.

Projeto: IDI-20170737

B2B oriented IoT platform.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Estamos imersos na era digital; Nossa sociedade está cada vez mais conectada e a Internet é um elemento comum na vida dos cidadãos e uma ferramenta indispensável para as empresas.

O principal tema de estudo da IoT é a conectividade à rede através de sinais de rádio de baixa potência, algo que permitiria a conexão de diferentes dispositivos, dispositivos ou coisas sem a necessidade de usar Wi-Fi ou Bluetooth, permitindo assim o acesso para a internet de praticamente todos os dispositivos.

Com a Internet das Coisas, todos os dispositivos se tornarão inteligentes, podendo enviar e receber informações de todos os tipos. Essas informações serão processadas e armazenadas na nuvem, onde as enormes quantidades de dados gerados serão interpretadas e, ao mesmo tempo, as informações serão compartilhadas em tempo real e por meio de sistemas especialistas.

Esses pontos evidenciam a necessidade da plataforma de IoT orientada a B2B desenvolvida pelo Vector ITC. Essa plataforma foi projetada para fornecer recursos que atualmente não existem nas plataformas que estão no mercado.

A plataforma tem uma arquitetura de código aberto para que qualquer dispositivo possa se conectar sem problemas à rede. Não haverá problemas de compatibilidade entre dispositivos, configurando-se como uma plataforma universal na qual qualquer dispositivo pode se conectar a qualquer momento e em parte do mundo.

A hiperconectividade proporcionada pela plataforma IoT será um dos fatores de sucesso da aposta da Vector que responderá a alguns dos desafios e tendências mais relevantes do nosso tempo.

Projeto: IDI-20170738

Information and Event Management.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Na sociedade de hoje, o volume de dados existentes cresceu exponencialmente. Para aproveitá-los, foi gerada uma necessidade imperativa de armazenamento, consumo, análise e tratamento. Os dados são uma fonte poderosa de informações para a tomada de decisões, aumentando a competitividade e a produtividade nas organizações.

Os dados estão presentes em todos os setores e atividades, mas, se é necessário apontar uma atividade em que eles recebem especial relevância, sem dúvida, o setor de segurança cibernética é um dos mais representativos nesse campo. Os dados coletados nos sistemas de segurança cibernética são muito valiosos, pois são rastros e informações que podem ser usados ​​para proteger tanto a própria organização quanto seus parceiros e clientes.

Entre esses sistemas de segurança cibernética, o SIEM (Security Information and Event Management) fornece a ferramenta para coletar, analisar e correlacionar todas as informações coletadas das diferentes soluções de segurança cibernética implantadas na empresa, a fim de detectar atividades suspeitas que ameacem os sistemas da empresa e permitir uma resposta o mais imediata possível.

Com o desenvolvimento de seu próprio SIEM, a Vector está comprometida com uma nova abordagem em termos de ferramentas de análise de dados. A ideia básica do VIEM é baseada no aprimoramento dos recursos básicos oferecidos por um SIEM tradicional com recursos de Big Data com uma orientação comercial clara. Além disso, o sistema é enriquecido por consumir as informações coletadas pelas próprias ferramentas de segurança cibernética.

O VIEM (Vector Information and Event Management) pretende ser uma ferramenta para garantir de forma mais eficiente a segurança cibernética da empresa, expandindo as capacidades dos SIEM tradicionais, tirando partido das suas funcionalidades para critérios exclusivamente comerciais, tirando partido da informações coletadas.

Projeto: IDI-20170243

Plataforma para a Gestão Integral de Destinos Turísticos Inteligentes.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Marketplace acompanhado por um poderoso aplicativo mobile (App), para o setor de turismo que utiliza as infraestruturas inteligentes das cidades, para oferecer novos serviços para turistas: obtém informações e estatísticas sobre os perfis e padrões de comportamento e consumo dos turistas, e de acordo com eles, oferece serviços adaptados aos seus gostos, necessidades e demandas.

Segue a esteira marcada pelas Cidades Inteligentes, com foco no impacto que os Smart Tourist Destinations (DTI) têm sobre os turistas que chegam a este destino, buscando maior controle do turismo, uma gestão mais eficiente e sustentável e um aumento de sua rentabilidade e competitividade na economia como um todo. E isso é conseguido através do desenvolvimento de quatro objetivos estratégicos:

 

  • DISSEMINAÇÃO: Facilitar a divulgação e comercialização da oferta turística, orientar a estratégia pública para a inovação e, acima de tudo, colocar o turista no centro de todas as iniciativas.
  • TEMPO REAL: Gerencie informações em tempo real para agências de turismo, empresas e turistas, obtendo informações e estatísticas sobre perfis e padrões de comportamento e consumo.
  • SERVIÇO INTEGRAL: Criar o primeiro serviço abrangente para todas as empresas turísticas na área, a fim de promover ofertas conjuntas de alojamento, restauração e lazer adaptados para cada cliente.
  • PARTICIPAÇÃO: Facilitar o Hosteleros e PMEs a sua participação nesta plataforma.

 

Como uma plataforma inteligente de gestão turística, além dos locais a visitar, fornece aos turistas tudo o que precisam saber sobre o que acontece e vai acontecer no local. Ele é integrado a diferentes sistemas para oferecer a informação mais completa, permitindo também que os usuários criem seus próprios pontos de interesse. E tudo isso, em uma interface simples e intuitiva.

Orientado para satisfazer o usuário, o App oferece recursos muito úteis, como sincronização com o catálogo telefônico para gerenciar notificações, um modo de realidade aumentada que facilita a localização dos interesses mais próximos no tempo e distância, um ponto de encontro virtual com outros turistas visitou ou está visitando o destino naquele momento, serviços de avaliação e comentários de outros usuários, redes sociais locais que permitem aos turistas interagir com os cidadãos locais, mecanismos de busca e reservas para restaurantes, lazer ou opções de transporte, que se encaixam com seu perfil

Também facilita a adaptação da informação exibida a cada turista de acordo com seus gostos e perfis, enriquecendo e melhorando a experiência do usuário. O sistema também é orientado a satisfazer as partes interessadas, pois permite programar as campanhas de marketing, adaptando-as por proximidade, datas e gostos dos clientes, otimizando assim o desempenho dos anúncios e notificações.

Projeto: IDI-20170047

Solução global de Cibersegurança Vector Deep Surveillance.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

A Vector aposta em uma nova abordagem para os serviços de segurança, propondo uma nova solução que ofereça ampla proteção tanto para as empresas quanto para as administrações diante dos novos e complexos desafios de segurança que seu sistema de tecnologia da informação terá de enfrentar.

Nossa solução Vector Deep Surveillance incorpora múltiplas soluções, tecnologias e funcionalidades para facilitar serviços inteligentes de segurança cibernética que permitem a previsão e a prevenção de ameaças para ajudar empresas e organizações a otimizar seus programas de segurança, interromper as ameaças mais sofisticadas, proteger seus ativos críticos e proteger seus dados.

Propomos uma solução global de cibersegurança, que responda a uma nova abordagem do paradigma de segurança, em que as funções Detenção e Resposta e Previsão e Prevenção sejam contempladas, partindo de uma premissa fundamental que também constitui o lema da solução: “The information is the new security perimeter”.

A informação é, portanto, o novo perímetro a proteger, portanto, torna-se um recurso essencial para a nossa solução: por isso a nova plataforma permite capturar toda a informação disponível, proveniente de muitas fontes de redes e equipamentos do cliente, para a análise do comportamento e a paralisação de padrões, é possível tanto a previsão de futuros ataques quanto a proposta das medidas necessárias para atuar antes que ocorram.

Projeto: IDI-20160557

Plataforma de Gestão Integral para Logística Imediata.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Atualmente estamos imersos em uma sociedade que exige cada vez mais um consumo mais imediato não só de informação e conteúdo, mas também de bens e serviços. Esta situação provoca um aumento significativo no volume de mercado do comércio eletrônico, juntamente com o surgimento de modelos de economia colaborativa.

O futuro do e-commerce envolve responder aos consumidores que demandam soluções que atendam às suas necessidades específicas, com prazos de entrega cada vez menores, maior flexibilidade nas entregas e maior sustentabilidade no processo.

No entanto, atualmente, apenas 26% das lojas online oferecem a possibilidade de serviços de entrega urgente, e dela, apenas 4% oferecem a opção de entrega no mesmo dia (same-day delivery). Por outro lado, o processo de entrega é uma das etapas de todo o ciclo de compra que gera mais problemas, e a prova disso é que os atrasos na entrega são a segunda causa de reclamação para as lojas online na Espanha.

Os operadores logísticos, por sua vez, têm que responder a essa demanda por agilidade nas entregas de “última milha” pelos seus clientes (lojas online), mas não dispõem de ferramentas tecnológicas que lhes permitam otimizar a gestão logística nos produtos de entrega imediata, de modo que a oferta deste tipo de serviços, ou não é coberta pelo operador, ou implica custos elevados que as lojas menores não podem consumir.

Para responder a todas essas necessidades, a VECTOR propõe, através deste projeto, “PILOGIN”, cujo objetivo geral é otimizar a gestão logística (recepção e entrega de mercadorias) de produtos de compras online com entrega imediata (menos de 2 horas), ou seja, geolocalizada, com informação em tempo real, adaptada às necessidades do cliente e ambientalmente sustentável.

Projeto: IDI-20160463

Plataforma Inteligente para a Gestão do Marketing Digital.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Na era digital atual, com uma sociedade cada vez mais conectada, ninguém duvida da importância de ter uma presença na Internet. Do ponto de vista comercial, qualquer que seja o tamanho da empresa ou de seu setor de atividade, a presença na Internet é uma ferramenta que permite ter um mercado potencial global e está disponível 24 horas por dia, 365 dias do ano.

Com o surgimento do e-commerce, também houve a necessidade de desenvolver estratégias de marketing voltadas para as características do comércio online, entendidas em seu sentido mais amplo, não apenas como meio de realizar transações comerciais, mas também como uma vitrine em que divulgar seus produtos e serviços e meios para atrair potenciais clientes

Por meio desse projeto, abordamos com sucesso o desenvolvimento de uma Plataforma Inteligente que possibilita a automatização de estratégias de Marketing Digital, fornecendo aos gerentes de campanha uma ferramenta para extrair informações relevantes durante o acompanhamento da campanha e facilitar a posterior tomada de decisão sobre as medidas a serem adotadas para sua otimização.

É uma ferramenta automática que permite o gerenciamento da indexação de todos os elementos-chave dos portais e facilita um acompanhamento quase desassistido das campanhas. Outro objetivo dessa solução automática é que, uma vez configurada a campanha, um acompanhamento quase não assistido da campanha pode ser realizado.

Projeto: IDI-20160365

Plataforma Inteligente para a Gestão do Conhecimento.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

  • Desenvolver uma ferramenta que sirva para transformar em conhecimento as informações existentes em uma empresa ou em uma organização.
  • Inclusão dos conceitos de redes sociais em sistemas de gestão do conhecimento. Um sistema será desenvolvido para compartilhar conhecimento com base em aspectos específicos de interesse (de uma questão de saúde específica, para regulamentações de exportação, conhecimento de certos clientes, dependendo da natureza da organização).
  • Rapidez: a ferramenta é concebida para grandes usuários: Órgãos públicos, Bancos, grandes empresas de engenharia, empresas de distribuição e geração de energia, empresas de logística, Hospitais, Sistemas de Saúde. Qualquer pesquisa envolverá a navegação entre milhões de documentos.
  • Acesso multidispositivo.
  • Segurança: como a gestão de informações terá acesso a partir da nuvem, a plataforma deve ter homologações que garantam a segurança e a gestão dos dados.
  • Facilidade de uso: a solução deve ser projetada para que possa ser usada de forma eficaz e eficiente. Para isso, deve ser equipado com as mais recentes tecnologias em design gráfico e ser projetada para proporcionar uma ótima experiência ao usuário.
  • Multirepositório: a plataforma proposta irá operar a partir da nuvem, mas os repositórios podem estar na empresa ou na nuvem, distribuídos ou concentrados. Da mesma forma, a plataforma a ser desenvolvida deve ser capaz de crescer sem a necessidade de repensar.

Projeto: IDI-20151175

Plataforma Integral de Recuperação e Análise de Chamadas.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Os call centers vêm incorporando os mais recentes avanços tecnológicos na gestão de informações, como sistemas de voz para texto. Mas os sistemas atualmente existentes são simples transcrição de fala em texto, apresentando limitações importantes em termos de análise de informações, facilidade de recuperação e tratamento de forma automática, ou o volume de dados a serem processados.

Além disso, a grande maioria é específica para o idioma inglês, restringindo a aplicação na Espanha e nos países da América Latina, onde a maior participação de mercado no setor está localizada.

Por isso, a VECTOR propõe este projeto com o objetivo de desenvolver tecnologicamente uma nova plataforma para recuperação e análise de chamadas telefônicas, em espanhol, através de processos de transformação de voz para texto, tecnologias de text-mining e técnicas Big Data, que apresentam funcionalidades. significativamente superiores as existentes no Mercado em termos de eficiência na análise e gestão da informação.

Esta nova plataforma disponibilizará capacidade para o processamento de dados massivos e permitirá recuperar informações de forma rápida e automática sobre as locuções telefônicas, bem como monitorar a qualidade das locuções por meio da coleta de diversos dados como, por exemplo, conteúdo (reclamação, sugestão, contratação de serviços), “qualidade e sentimento da chamada” (insatisfação, empatia antes de uma oferta) ou dados de registro (duração, tempo da chamada). Tudo isso graças à integração de tecnologias de Big Data com tecnologias de processamento off-line e quase em tempo real, com ferramentas de conversão de voz para texto STT e tecnologias de text-mining em idioma espanhol.

Projeto: TSI-100105-2016-49

Plataforma de Câmbio de Divisa com base em Redes P2P.

Projecto co-financiado pelo Ministério da Energia, Turismo e Agenda Digital, no âmbito do Plano Nacional de Investigação Científica, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica 2013-2016, e pelo Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional.

O principal objetivo do projeto P2PMONEY é desenvolver uma plataforma FinTech integrada na internet que permita fazer câmbio de divisas, com total segurança, evitando custos financeiros de câmbio e utilizando redes peer to peer. A solução proposta tem base na premissa de que, para cada pessoa que deseja fazer um câmbio de divisa para outra, há uma segunda pessoa que deseja fazer o câmbio oposto.

A plataforma P2PMONEY utilizará técnicas e conhecimentos existentes no campo das redes P2P, Big Data e FinTech (tecnologias aplicadas ao ambiente financeiro), tanto aquelas disponíveis na comunidade científica quanto aquelas desenvolvidas pela empresa em projetos previamente executados.

Da mesma forma, o desenvolvimento desta plataforma contribuirá para criar novos serviços de câmbio de moeda ótimos e de menor custo para os cidadãos, aplicando cálculos que envolvem um grande número de pessoas e grandes quantias de dinheiro (muitos pequenos câmbios), de tal forma que o sistema de câmbio global é mais eficiente.

O projeto também promoverá o desenvolvimento de um sistema de câmbio semiautomático, onde a única intervenção externa ocorre para a manutenção do sistema, como acontece na maioria dos ambientes de economia colaborativa.

Projeto: IDI-20151159

Plataforma Tecnológica para o PosicionamentoAutomático de Produtos em Marketplaces.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

A plataforma EANS atua como assistente na tomada de decisões quanto ao preço e posicionamento dos produtos das plataformas de comércio eletrônico, permitindo:

  • Melhorar o posicionamento de um conjunto de produtos em relação às ofertas competitivas
  • Gerar um conjunto de dados de mercado a partir de uma enorme coleção de aspecto chave que também podem ser explorados em empresas dedicadas à realização de pesquisas de mercado.

A plataforma usa como elemento chave de análise o chamado código EAN, através do qual obtemos todas as características de seus produtos nos diferentes portais, permitindo assim uma comparação efetiva e de qualidade.

Começamos com uma série de robôs que coletam automaticamente dados de várias plataformas de comércio eletrônico de maneira massiva. Com base nesses dados, diferentes ações são realizadas no motor/core da plataforma: análise comparativa de preços, determinação do melhor preço para otimizar o posicionamento de um produto, mesmo modificando automaticamente os preços dos produtos e atualizando-os nas plataformas de comércio eletrônico que o usuário definiu.

Podemos resumir desta maneira as principais funcionalidades:

  • Fornece preços objetivos, para que o gerente de comércio eletrônico possa posicionar seus produtos entre aqueles com o melhor preço.
  • Permite, automaticamente, plataformas de comércio eletrônico que usam EANS para atualizar a lista de preços. Ou seja, dentro de uma faixa de preço prefixada pelo vendedor, o EANS escolhe o preço mais alto possível, porém menor que o preço da concorrência.
  • O comércio eletrônico pode estabelecer automaticamente critérios de atualização de preços com base em um conjunto de regras do tipo “que o preço do produto X não caia abaixo do valor Y”, “que o preço do produto W possa diminuir até que o estoque do produto seja esgotado. estoque com valor de Z”, etc.

Projeto: IDI- 20160018

Automatização do Processo de Geração de Redes de Inferência.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

No ambiente industrial, há uma grande experiência no uso da experimentação como um passo antes de tomar decisões ao abordar inovações em produtos ou processos. Assim, por meio de experimentos controlados e replicáveis são desenvolvidas fabricações em escala ou processos piloto, cujo os resultados são estudados com a ajuda de ferramentas estatísticas de análise técnica antes de tomar a decisão de abordar a fabricação do novo produto ou modificação do processo de produção.

Entretanto, fora do escopo industrial, quando os aspectos a serem considerados incluem um componente social (por exemplo, quando se quer avaliar a resposta de clientes ou usuários), a definição de experimentos para tomada de decisão é muito mais complexa, já que tipo de ferramentas não são mais eficazes, quando variáveis probabilísticas e subjetivas são incorporadas ao problema.

Para resolver este problema, foi proposta a realização deste projeto, através do qual o desenvolvimento de uma plataforma de suporte para a criação de experimentos com um componente social foi abordado com sucesso.

A plataforma APGRI surge como uma ferramenta para ajudar a projetar, executar e analisar um programa guiado de experimentos onde a variável social ou humana é contemplada.

A nova plataforma APGRI responde à falta de ferramentas de experimentação que apoiam a tomada de decisões, graças às seguintes conquistas, entre as quais se destacam:

  • Construção de uma plataforma capacitada de “inteligência” e potencial de cálculo necessários para facilitar a realização dos ensaios multivariável, evitando a realização de ensaios individualizados variável a variável.
  • Racionalização dos experimentos, possibilitando a identificação do número mínimo de experimentos necessários para facilitar a tomada de decisões sem incorrer na realização de experimentos sem um objetivo estratégico de aprendizagem.
  • Obtenção de uma plataforma que facilita a definição de um programa de experimentação guiada, que dá suporte a tomada de decisões de maneira mais científica.

Projeto: IDI- 20151160

Plataforma para o Escaneamento de Vulnerabilidades em Webs.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

V-STAR (VECTOR SCAN TOOL AUDIT REPORT) é uma plataforma que utiliza diferentes ferramentas de análise para a identificação de vulnerabilidades em serviços web, sem falsos positivos/negativos, uma das principais desvantagens das soluções atualmente disponíveis.

Nossa solução consolida os resultados de todas as ferramentas com base em regras de inferência, seguindo o conceito de Segurança Adaptativa, obtendo os resultados mais constantes e descartando os falsos positivos/negativos, comparando os resultados de todas as ferramentas entre si.

O escaneamento é concluído com a geração de relatórios em vários formatos (PDF, HTML, etc.) e está integrado aos padrões de vulnerabilidade (CWE, CVE, etc.). Isso permite obter uma ideia muito precisa das vulnerabilidades e sua gravidade.

O V-STAR gera vários tipos de relatórios: um relatório executivo (compreensível por qualquer pessoa) e um relatório técnico em profundidade (onde todas as informações técnicas sobre vulnerabilidades e suas contramedidas são coletadas).

Esta solução dispõe de uma arquitetura aberta que permitirá o acoplamento de outras ferramentas Open Source e algoritmos de predição no futuro. Também permitirá uma atualização constante de ferramentas e módulos já integrados, bem como novos desenvolvimentos. Essas características são muito importantes para converter a meta-ferramenta em algo evolutivo capaz de detectar as novas vulnerabilidades descobertas.

Todos o anterior são complementados por um nível muito alto de automatização. Todo o processo é automático, e só precisa fornecer dados muito básicos (URL do portal, nome do cliente, etc.). Esse nível de automatização permite uma redução muito grande nos custos, tornando o serviço acessível para todos os tipos de usuários, desde plataformas de serviços em setores como bancos ou retail, até PMEs.

Abundante no conceito de Segurança Adaptativa, a meta-ferramenta possui um Sistema especialista que contém um motor de Inteligência Artificial e Estatística que alimenta a configuração dos escaneamentos. À medida que a meta-ferramenta realiza mais e mais escaneamentos, o aprendizado automático será alcançado.

Projeto: IDI-20150774

Plataforma para a realização de transferências internacionais.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Este projeto abordou com sucesso o desenvolvimento de uma plataforma que permite realizar transferências internacionais, evitando custos financeiros e de câmbio de divisas, usando redes peer to peer.

A plataforma permite contatar pessoas que querem fazer transferências, eliminando a figura do intermediário bancário, reduzindo assim as comissões e despesas de gestão. A solicitação de uma pessoa que deseja fazer uma transferência de um lugar para outro é correspondida com a solicitação de outra pessoa que deseja realizar o câmbio contrário.

Também desenvolveu um aplicativo móvel que permite as transferências internacionais de dinheiro através de tablets e smartphones. O aplicativo também é suportado por uma plataforma web, através da qual você pode executar o mesmo processo que em dispositivos móveis.

Todos os elementos mencionados (tablets, smartphones e Web) estão ligados a um middleware presente em vários países, que possui acordos com diferentes entidades financeiras.

Dá uma solução para um problema apresentado pelas transferências internacionais de pequeno volume, realizadas principalmente por numerosos emigrantes para suas famílias (localizadas em diferentes países europeus e latino-americanos).

Essas pequenas transações têm custos muito altos, tanto para o emissor quanto para o receptor, e precisam de vários dias para ser efetivas. Além disso, o banco não oferece transparência em relação à taxa de câmbio, comissões, etc.

Com esta nova plataforma estes problemas são resolvidos e um avançado sistema de transferências internacionais é oferecido a baixo custo, graças às seguintes conquistas alcançadas, entre outras:

  • Realização de transferências internacionais de pessoa para pessoa, instantaneamente.
  • Transferências multidivisa.
  • Montante mínimo de transferência de 1€, sem limite máximo.
  • Acesso de tablets, smartphones ou Web.
  • Possibilidade de operar em pelo menos 30 países, especialmente na Espanha e na América Latina.
  • Fornecimento de contas locais em cada país, de modo que os usuários apenas realizem transferências locais e efetivas rapidamente.
  • Possibilidade de realização de envio de dinheiro, sem a necessidade de o remetente ser cadastrado no sistema, utilizando a conta de qualquer entidade, cartão ou outro meio de pagamento.

Projeto: IDI-20141426

Nova Solução Integral de E-Market com base em Lojas Mistas.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

O design e o desenvolvimento de uma nova solução eMarket integral com base em “loja mista” foram abordados, o que permite oferecer a seus usuários uma ótima experiência de compra.

Essa solução responde a uma problemática que os pequenos negócios de retail apresentam atualmente, que têm capacidade de investimento limitada para lidar com iniciativas que permitam ampliar seu negócio por meio de canais diferentes daqueles de venda física no próprio estabelecimento.

Um conjunto de aplicativos foi desenvolvido com base na experiência de compra, perfis e hábitos de clientes de pequenos comércios. O pequeno comércio conseguirá satisfazer seus principais clientes com uma boa experiência de compra e otimizará seu processo de venda, atualmente ainda desconhecido, já que não sabe quando ocorre a decisão de comprar.

As soluções desenvolvidas facilitam a captura de informações úteis da maioria dos dispositivos eletrônicos, tanto dentro como fora dos espaços físicos das lojas, (dentro do estrito cumprimento da Lei de Proteção de Dados), e geram conhecimento e / ou atuações.

Além disso, uma arquitetura tecnológica de nova geração foi desenvolvida para permitir o crescimento sustentável. O futuro cliente contará com um modelo de gestão de tecnologia capaz de incorporar novas tecnologias e serviços futuros de forma ágil e sem transições traumáticas.

Projeto: IDI-20141040

Plataforma de Gestão de TPV.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

O desenvolvimento de uma nova plataforma de gestão de TPV foi abordado com sucesso. O TPV é entendido como o dispositivo que permite pagamentos eletrônicos através do uso de um meio físico (como um cartão ou um telefone celular).

Uma solução global válida foi desenvolvida para qualquer centro de autorização de pagamento, em que a lógica de negócios não reside no terminal, mas em um servidor.

Os TPVs são abstraídos do sistema em que estão conectados, o que pode ser um negócio atendido, com a presença de pessoal, ou desatendido, por exemplo, máquinas vending. Os TPVs são conectados a uma “Passarela de Pagamentos”, que por um lado é responsável por conectar os TPVs a um Centro de Autorização, ou por um Switch de Pagamentos, e por outro lado, gerencia os terminais TPVs.

Tem sido possível “afinar” o código do TPV através de uma solução Cliente Leve de tal forma que reduz um das maiores problemáticas dos TPVs, que é a distribuição de software.

A Passarela permite a conexão de diferentes tipos de TPV (Tradicional, Desatendido, móvel ou comércio eletrônico).

Projeto: TSI-020400-2011-51

Single European Open Mobile Services Area.

Projeto cofinanciado pelo Ministério da Indústria, Energia e Turismo, no âmbito do Plano Nacional de Investigação Científica, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica 2008-2011 e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, também conta com o selo ITEA2.

O principal objetivo do projeto SEMOSA é: fornecer uma plataforma de inovação aberta e ferramentas para a criação de aplicativos móveis que suportem tecnologias recentes, como Near Field Communication (NFC); além da perfeita integração de múltiplos domínios seguros e da interoperabilidade de serviços, como pagamentos a nível europeu. O SEMOSA é um projeto que irá configurar uma plataforma de inovação aberta para todos os aplicativos móveis e provedores de serviços, visando a interoperabilidade europeia de aplicativos e serviços confiáveis (ex.: m-pagamentos).

Projeto: TSI-020400-2011-20

USer Interface eXtensible Mark-up Language.

Projecto co-financiado pelo MINETUR, no âmbito do Plano Nacional de Investigação Científica, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica 2008-2011.

O projeto UsiXML desenvolve, através de uma linguagem inovadora, um modelo para melhorar o design da interface do usuário. Isso representa um benefício importante para os usuários em termos de produtividade e reutilização, usabilidade e acessibilidade, suportando o conceito “μ7”: multidispositivo, multiusuário, multi-culturality/linguality, multi-organização, multicontext, múltiplas modalidades e multiplataforma

Esta abordagem é garantida por um consórcio europeu entre parceiros industriais e parceiros acadêmicos, capaz de desenvolver este desafio para um desenho industrial realista e complexo de casos de uso e seu desenvolvimento. Um impacto significativo dos resultados deste projeto no mercado europeu é esperado nas próximas décadas dentro de vários segmentos, com um ganho real para a indústria europeia, funcionários e cidadãos.

Projeto: IDI-20101766

Aplicativo de Avaliação de EficiênciaEnergética na Indústria Agroalimentar.

Co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial).

Aplicação da Avaliação de Eficiência Energética, cujo piloto foi implantado em um cliente do setor Agroalimentar. Está dividido em cinco módulos:

  • Módulo básico para introdução de dados: empresas de eletricidade, tarifas, etc.
  • Esquema de fábrica: a estrutura dos sensores instalados é refletida na forma de uma árvore.
  • Módulo de simulação de fatura elétrica.
  • Módulo estatístico: Explora os dados dos sensores de consumo elétrico, de temperatura e umidade, em função de máquinas de trabalho em frio (como câmaras frigoríficas) ou calor (fornos, etc.); propostas de novos modelos energéticos para a fábrica, através do uso de redes neurais.
  • Módulo gráfico de fluxo completo da fábrica.

Projeto: AAL-010000-2011-17

Innovative ways of banking designed for and by the elderly.

Através do financiamento público-privado: programa conjunto Ambient Assisting Living e o Ministério da Indústria, Energia e Turismo (MINETUR)

O principal objetivo do projeto é a pesquisa e o desenvolvimento de sistemas que favoreçam o acesso dos idosos aos serviços bancários por meio de caixas eletrônicos, internet, televisão e telefone celular.

Projeto: ITC-20181055

Desenvolvimento de um novo sistema de gerenciamentode experiência do cliente omnichannel (OptimUX).

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do Programa FEDER INTERCONECTA.

O principal objetivo do projeto OptimUX é desenvolver uma plataforma que ofereça às organizações uma Gestão da Experiência do Cliente que combine a digitalização com a empatia humana.

Para tal, será concebida uma solução que, utilizando as mais recentes tecnologias, constituirá um sistema omni-channel e omnidirecional que poderá interagir de forma inteligente e automática com o cliente para garantir uma experiência satisfatória e personalizada. Graças aos dados existentes nas organizações e aqueles coletados pela própria plataforma, algoritmos de aprendizagem automática serão usados ​​para alcançar a lealdade e a satisfação do cliente. A plataforma será composta pelos seguintes módulos:

  • Automação de Marketing.
  • Inteligência artificial.
  • Web Phone.
  • CRM.
  • Central de Atendimento Inteligente.
  • Business Intelligence.
  • Inteligência em Mídias Sociais.

Esses módulos cobrirão seus próprios objetivos, colocando o cliente final como o foco principal da plataforma.

Projeto: ITC-20181026

Biometrical Open Smart Bank.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do Programa FEDER INTERCONECTA.

O projecto BiOSBank visa criar uma Plataforma Aberta e Inteligente para o Sector Bancário, na qual as tecnologias mais inovadoras serão incorporadas para permitir o desenvolvimento do novo modelo bancário exigido pela sociedade actual.

Para este fim, o projeto BiOSBank irá desenvolver uma Plataforma de Banca Aberta Inteligente, juntamente com um novo Sistema Smart Teller e uma ferramenta de Mobile Banking, fazendo uso de tecnologias disruptivas e técnicas de ponta para facilitar um novo modelo de interação com os clientes. Banking muito mais próximo, personalizado, adaptado a novos tempos e novas tecnologias, cobrindo as necessidades e preferências de cada cliente (tanto indivíduos como empresas).

Esta nova plataforma será um ponto de partida para:

  • O desenvolvimento de um ecossistema financeiro-tecnológico.
  • Base para facilitar a entrada no mundo financeiro de outros atores.

No BiOSBank, as tarefas de pesquisa e desenvolvimento experimental apoiadas pelas seguintes tecnologias serão abordadas:

  • DLTs (Distributed Ledger Technologies) e Blockchain.
  • Big Data, Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina para o gerenciamento do Know Your Customer (KYC), para a criação de modelos preditivos e gerenciamento de riscos, detecção de anomalias, etc.
  • Tecnologias biométricas para gerenciamento de identidade, possibilitando operações sem contato e sem cartão.
  • Incorporação de mecanismos adicionais de segurança, como criptografia, assinatura digital, etc.
  • Da mesma forma, a plataforma oferecerá uma API de serviços não apenas adaptada aos regulamentos europeus (PSD2, AML, MiFID2, etc.), mas também com outros serviços adicionais, a fim de facilitar o desenvolvimento do ecossistema de tecnologia financeira apropriado.

O âmbito de aplicação irá além do ambiente puramente bancário, incluindo um caso de uso para o setor hoteleiro, consistindo na reserva de acomodação de caixas eletrônicos.

Projeto: IDI-20170737

B2B oriented IoT platform.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Estamos imersos na era digital; Nossa sociedade está cada vez mais conectada e a Internet é um elemento comum na vida dos cidadãos e uma ferramenta indispensável para as empresas.

O principal tema de estudo da IoT é a conectividade à rede através de sinais de rádio de baixa potência, algo que permitiria a conexão de diferentes dispositivos, dispositivos ou coisas sem a necessidade de usar Wi-Fi ou Bluetooth, permitindo assim o acesso para a internet de praticamente todos os dispositivos.

Com a Internet das Coisas, todos os dispositivos se tornarão inteligentes, podendo enviar e receber informações de todos os tipos. Essas informações serão processadas e armazenadas na nuvem, onde as enormes quantidades de dados gerados serão interpretadas e, ao mesmo tempo, as informações serão compartilhadas em tempo real e por meio de sistemas especialistas.

Esses pontos evidenciam a necessidade da plataforma de IoT orientada a B2B desenvolvida pelo Vector ITC Group. Essa plataforma foi projetada para fornecer recursos que atualmente não existem nas plataformas que estão no mercado.

A plataforma tem uma arquitetura de código aberto para que qualquer dispositivo possa se conectar sem problemas à rede. Não haverá problemas de compatibilidade entre dispositivos, configurando-se como uma plataforma universal na qual qualquer dispositivo pode se conectar a qualquer momento e em parte do mundo.

A hiperconectividade proporcionada pela plataforma IoT será um dos fatores de sucesso da aposta da Vector que responderá a alguns dos desafios e tendências mais relevantes do nosso tempo.

Projeto: IDI-20170738

Information and Event Management.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Na sociedade de hoje, o volume de dados existentes cresceu exponencialmente. Para aproveitá-los, foi gerada uma necessidade imperativa de armazenamento, consumo, análise e tratamento. Os dados são uma fonte poderosa de informações para a tomada de decisões, aumentando a competitividade e a produtividade nas organizações.

Os dados estão presentes em todos os setores e atividades, mas, se é necessário apontar uma atividade em que eles recebem especial relevância, sem dúvida, o setor de segurança cibernética é um dos mais representativos nesse campo. Os dados coletados nos sistemas de segurança cibernética são muito valiosos, pois são rastros e informações que podem ser usados ​​para proteger tanto a própria organização quanto seus parceiros e clientes.

Entre esses sistemas de segurança cibernética, o SIEM (Security Information and Event Management) fornece a ferramenta para coletar, analisar e correlacionar todas as informações coletadas das diferentes soluções de segurança cibernética implantadas na empresa, a fim de detectar atividades suspeitas que ameacem os sistemas da empresa e permitir uma resposta o mais imediata possível.

Com o desenvolvimento de seu próprio SIEM, a Vector está comprometida com uma nova abordagem em termos de ferramentas de análise de dados. A ideia básica do VIEM é baseada no aprimoramento dos recursos básicos oferecidos por um SIEM tradicional com recursos de Big Data com uma orientação comercial clara. Além disso, o sistema é enriquecido por consumir as informações coletadas pelas próprias ferramentas de segurança cibernética.

O VIEM (Vector Information and Event Management) pretende ser uma ferramenta para garantir de forma mais eficiente a segurança cibernética da empresa, expandindo as capacidades dos SIEM tradicionais, tirando partido das suas funcionalidades para critérios exclusivamente comerciais, tirando partido da informações coletadas.

Projeto: IDI-20170243

Plataforma para a Gestão Integral de Destinos Turísticos Inteligentes.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Marketplace acompanhado por um poderoso aplicativo mobile (App), para o setor de turismo que utiliza as infraestruturas inteligentes das cidades, para oferecer novos serviços para turistas: obtém informações e estatísticas sobre os perfis e padrões de comportamento e consumo dos turistas, e de acordo com eles, oferece serviços adaptados aos seus gostos, necessidades e demandas.

Segue a esteira marcada pelas Cidades Inteligentes, com foco no impacto que os Smart Tourist Destinations (DTI) têm sobre os turistas que chegam a este destino, buscando maior controle do turismo, uma gestão mais eficiente e sustentável e um aumento de sua rentabilidade e competitividade na economia como um todo. E isso é conseguido através do desenvolvimento de quatro objetivos estratégicos:

 

  • DISSEMINAÇÃO: Facilitar a divulgação e comercialização da oferta turística, orientar a estratégia pública para a inovação e, acima de tudo, colocar o turista no centro de todas as iniciativas.
  • TEMPO REAL: Gerencie informações em tempo real para agências de turismo, empresas e turistas, obtendo informações e estatísticas sobre perfis e padrões de comportamento e consumo.
  • SERVIÇO INTEGRAL: Criar o primeiro serviço abrangente para todas as empresas turísticas na área, a fim de promover ofertas conjuntas de alojamento, restauração e lazer adaptados para cada cliente.
  • PARTICIPAÇÃO: Facilitar o Hosteleros e PMEs a sua participação nesta plataforma.

 

Como uma plataforma inteligente de gestão turística, além dos locais a visitar, fornece aos turistas tudo o que precisam saber sobre o que acontece e vai acontecer no local. Ele é integrado a diferentes sistemas para oferecer a informação mais completa, permitindo também que os usuários criem seus próprios pontos de interesse. E tudo isso, em uma interface simples e intuitiva.

Orientado para satisfazer o usuário, o App oferece recursos muito úteis, como sincronização com o catálogo telefônico para gerenciar notificações, um modo de realidade aumentada que facilita a localização dos interesses mais próximos no tempo e distância, um ponto de encontro virtual com outros turistas visitou ou está visitando o destino naquele momento, serviços de avaliação e comentários de outros usuários, redes sociais locais que permitem aos turistas interagir com os cidadãos locais, mecanismos de busca e reservas para restaurantes, lazer ou opções de transporte, que se encaixam com seu perfil

Também facilita a adaptação da informação exibida a cada turista de acordo com seus gostos e perfis, enriquecendo e melhorando a experiência do usuário. O sistema também é orientado a satisfazer as partes interessadas, pois permite programar as campanhas de marketing, adaptando-as por proximidade, datas e gostos dos clientes, otimizando assim o desempenho dos anúncios e notificações.

Projeto: IDI-20170047

Solução global de Cibersegurança Vector Deep Surveillance.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

A Vector aposta em uma nova abordagem para os serviços de segurança, propondo uma nova solução que ofereça ampla proteção tanto para as empresas quanto para as administrações diante dos novos e complexos desafios de segurança que seu sistema de tecnologia da informação terá de enfrentar.

Nossa solução Vector Deep Surveillance incorpora múltiplas soluções, tecnologias e funcionalidades para facilitar serviços inteligentes de segurança cibernética que permitem a previsão e a prevenção de ameaças para ajudar empresas e organizações a otimizar seus programas de segurança, interromper as ameaças mais sofisticadas, proteger seus ativos críticos e proteger seus dados.

Propomos uma solução global de cibersegurança, que responda a uma nova abordagem do paradigma de segurança, em que as funções Detenção e Resposta e Previsão e Prevenção sejam contempladas, partindo de uma premissa fundamental que também constitui o lema da solução: “The information is the new security perimeter”.

A informação é, portanto, o novo perímetro a proteger, portanto, torna-se um recurso essencial para a nossa solução: por isso a nova plataforma permite capturar toda a informação disponível, proveniente de muitas fontes de redes e equipamentos do cliente, para a análise do comportamento e a paralisação de padrões, é possível tanto a previsão de futuros ataques quanto a proposta das medidas necessárias para atuar antes que ocorram.

Projeto: IDI-20160557

Plataforma de Gestão Integral para Logística Imediata.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Atualmente estamos imersos em uma sociedade que exige cada vez mais um consumo mais imediato não só de informação e conteúdo, mas também de bens e serviços. Esta situação provoca um aumento significativo no volume de mercado do comércio eletrônico, juntamente com o surgimento de modelos de economia colaborativa.

O futuro do e-commerce envolve responder aos consumidores que demandam soluções que atendam às suas necessidades específicas, com prazos de entrega cada vez menores, maior flexibilidade nas entregas e maior sustentabilidade no processo.

No entanto, atualmente, apenas 26% das lojas online oferecem a possibilidade de serviços de entrega urgente, e dela, apenas 4% oferecem a opção de entrega no mesmo dia (same-day delivery). Por outro lado, o processo de entrega é uma das etapas de todo o ciclo de compra que gera mais problemas, e a prova disso é que os atrasos na entrega são a segunda causa de reclamação para as lojas online na Espanha.

Os operadores logísticos, por sua vez, têm que responder a essa demanda por agilidade nas entregas de “última milha” pelos seus clientes (lojas online), mas não dispõem de ferramentas tecnológicas que lhes permitam otimizar a gestão logística nos produtos de entrega imediata, de modo que a oferta deste tipo de serviços, ou não é coberta pelo operador, ou implica custos elevados que as lojas menores não podem consumir.

Para responder a todas essas necessidades, a VECTOR propõe, através deste projeto, “PILOGIN”, cujo objetivo geral é otimizar a gestão logística (recepção e entrega de mercadorias) de produtos de compras online com entrega imediata (menos de 2 horas), ou seja, geolocalizada, com informação em tempo real, adaptada às necessidades do cliente e ambientalmente sustentável.

Projeto: IDI-20160463

Plataforma Inteligente para a Gestão do Marketing Digital.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Na era digital atual, com uma sociedade cada vez mais conectada, ninguém duvida da importância de ter uma presença na Internet. Do ponto de vista comercial, qualquer que seja o tamanho da empresa ou de seu setor de atividade, a presença na Internet é uma ferramenta que permite ter um mercado potencial global e está disponível 24 horas por dia, 365 dias do ano.

Com o surgimento do e-commerce, também houve a necessidade de desenvolver estratégias de marketing voltadas para as características do comércio online, entendidas em seu sentido mais amplo, não apenas como meio de realizar transações comerciais, mas também como uma vitrine em que divulgar seus produtos e serviços e meios para atrair potenciais clientes

Por meio desse projeto, abordamos com sucesso o desenvolvimento de uma Plataforma Inteligente que possibilita a automatização de estratégias de Marketing Digital, fornecendo aos gerentes de campanha uma ferramenta para extrair informações relevantes durante o acompanhamento da campanha e facilitar a posterior tomada de decisão sobre as medidas a serem adotadas para sua otimização.

É uma ferramenta automática que permite o gerenciamento da indexação de todos os elementos-chave dos portais e facilita um acompanhamento quase desassistido das campanhas. Outro objetivo dessa solução automática é que, uma vez configurada a campanha, um acompanhamento quase não assistido da campanha pode ser realizado.

Projeto: IDI-20160365

Plataforma Inteligente para a Gestão do Conhecimento.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

  • Desenvolver uma ferramenta que sirva para transformar em conhecimento as informações existentes em uma empresa ou em uma organização.
  • Inclusão dos conceitos de redes sociais em sistemas de gestão do conhecimento. Um sistema será desenvolvido para compartilhar conhecimento com base em aspectos específicos de interesse (de uma questão de saúde específica, para regulamentações de exportação, conhecimento de certos clientes, dependendo da natureza da organização).
  • Rapidez: a ferramenta é concebida para grandes usuários: Órgãos públicos, Bancos, grandes empresas de engenharia, empresas de distribuição e geração de energia, empresas de logística, Hospitais, Sistemas de Saúde. Qualquer pesquisa envolverá a navegação entre milhões de documentos.
  • Acesso multidispositivo.
  • Segurança: como a gestão de informações terá acesso a partir da nuvem, a plataforma deve ter homologações que garantam a segurança e a gestão dos dados.
  • Facilidade de uso: a solução deve ser projetada para que possa ser usada de forma eficaz e eficiente. Para isso, deve ser equipado com as mais recentes tecnologias em design gráfico e ser projetada para proporcionar uma ótima experiência ao usuário.
  • Multirepositório: a plataforma proposta irá operar a partir da nuvem, mas os repositórios podem estar na empresa ou na nuvem, distribuídos ou concentrados. Da mesma forma, a plataforma a ser desenvolvida deve ser capaz de crescer sem a necessidade de repensar.

Projeto: IDI-20151175

Plataforma Integral de Recuperação e Análise de Chamadas.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Os call centers vêm incorporando os mais recentes avanços tecnológicos na gestão de informações, como sistemas de voz para texto. Mas os sistemas atualmente existentes são simples transcrição de fala em texto, apresentando limitações importantes em termos de análise de informações, facilidade de recuperação e tratamento de forma automática, ou o volume de dados a serem processados.

Além disso, a grande maioria é específica para o idioma inglês, restringindo a aplicação na Espanha e nos países da América Latina, onde a maior participação de mercado no setor está localizada.

Por isso, a VECTOR propõe este projeto com o objetivo de desenvolver tecnologicamente uma nova plataforma para recuperação e análise de chamadas telefônicas, em espanhol, através de processos de transformação de voz para texto, tecnologias de text-mining e técnicas Big Data, que apresentam funcionalidades. significativamente superiores as existentes no Mercado em termos de eficiência na análise e gestão da informação.

Esta nova plataforma disponibilizará capacidade para o processamento de dados massivos e permitirá recuperar informações de forma rápida e automática sobre as locuções telefônicas, bem como monitorar a qualidade das locuções por meio da coleta de diversos dados como, por exemplo, conteúdo (reclamação, sugestão, contratação de serviços), “qualidade e sentimento da chamada” (insatisfação, empatia antes de uma oferta) ou dados de registro (duração, tempo da chamada). Tudo isso graças à integração de tecnologias de Big Data com tecnologias de processamento off-line e quase em tempo real, com ferramentas de conversão de voz para texto STT e tecnologias de text-mining em idioma espanhol.

Projeto: TSI-100105-2016-49

Plataforma de Câmbio de Divisa com base em Redes P2P.

Projecto co-financiado pelo Ministério da Energia, Turismo e Agenda Digital, no âmbito do Plano Nacional de Investigação Científica, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica 2013-2016, e pelo Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional.

O principal objetivo do projeto P2PMONEY é desenvolver uma plataforma FinTech integrada na internet que permita fazer câmbio de divisas, com total segurança, evitando custos financeiros de câmbio e utilizando redes peer to peer. A solução proposta tem base na premissa de que, para cada pessoa que deseja fazer um câmbio de divisa para outra, há uma segunda pessoa que deseja fazer o câmbio oposto.

A plataforma P2PMONEY utilizará técnicas e conhecimentos existentes no campo das redes P2P, Big Data e FinTech (tecnologias aplicadas ao ambiente financeiro), tanto aquelas disponíveis na comunidade científica quanto aquelas desenvolvidas pela empresa em projetos previamente executados.

Da mesma forma, o desenvolvimento desta plataforma contribuirá para criar novos serviços de câmbio de moeda ótimos e de menor custo para os cidadãos, aplicando cálculos que envolvem um grande número de pessoas e grandes quantias de dinheiro (muitos pequenos câmbios), de tal forma que o sistema de câmbio global é mais eficiente.

O projeto também promoverá o desenvolvimento de um sistema de câmbio semiautomático, onde a única intervenção externa ocorre para a manutenção do sistema, como acontece na maioria dos ambientes de economia colaborativa.

Projeto: IDI-20151159

Plataforma Tecnológica para o Posicionamento Automático de Produtos em Marketplaces.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.Este proyecto ha sido cofinanciado por el CDTI (Centro de Desarrollo Tecnológico Industrial) con fondos FEDER (Fondo Europeo de Desarrollo Regional) a través del programa operativo de Crecimiento Inteligente.

A plataforma EANS atua como assistente na tomada de decisões quanto ao preço e posicionamento dos produtos das plataformas de comércio eletrônico, permitindo:

  • Melhorar o posicionamento de um conjunto de produtos em relação às ofertas competitivas
  • Gerar um conjunto de dados de mercado a partir de uma enorme coleção de aspecto chave que também podem ser explorados em empresas dedicadas à realização de pesquisas de mercado.

A plataforma usa como elemento chave de análise o chamado código EAN, através do qual obtemos todas as características de seus produtos nos diferentes portais, permitindo assim uma comparação efetiva e de qualidade.

Começamos com uma série de robôs que coletam automaticamente dados de várias plataformas de comércio eletrônico de maneira massiva. Com base nesses dados, diferentes ações são realizadas no motor/core da plataforma: análise comparativa de preços, determinação do melhor preço para otimizar o posicionamento de um produto, mesmo modificando automaticamente os preços dos produtos e atualizando-os nas plataformas de comércio eletrônico que o usuário definiu.

Podemos resumir desta maneira as principais funcionalidades:

  • Fornece preços objetivos, para que o gerente de comércio eletrônico possa posicionar seus produtos entre aqueles com o melhor preço.
  • Permite, automaticamente, plataformas de comércio eletrônico que usam EANS para atualizar a lista de preços. Ou seja, dentro de uma faixa de preço prefixada pelo vendedor, o EANS escolhe o preço mais alto possível, porém menor que o preço da concorrência.
  • O comércio eletrônico pode estabelecer automaticamente critérios de atualização de preços com base em um conjunto de regras do tipo “que o preço do produto X não caia abaixo do valor Y”, “que o preço do produto W possa diminuir até que o estoque do produto seja esgotado. estoque com valor de Z”, etc.

Projeto: IDI- 20160018

Automatização do Processo de Geração de Redes de Inferência.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

No ambiente industrial, há uma grande experiência no uso da experimentação como um passo antes de tomar decisões ao abordar inovações em produtos ou processos. Assim, por meio de experimentos controlados e replicáveis são desenvolvidas fabricações em escala ou processos piloto, cujo os resultados são estudados com a ajuda de ferramentas estatísticas de análise técnica antes de tomar a decisão de abordar a fabricação do novo produto ou modificação do processo de produção.

Entretanto, fora do escopo industrial, quando os aspectos a serem considerados incluem um componente social (por exemplo, quando se quer avaliar a resposta de clientes ou usuários), a definição de experimentos para tomada de decisão é muito mais complexa, já que tipo de ferramentas não são mais eficazes, quando variáveis probabilísticas e subjetivas são incorporadas ao problema.

Para resolver este problema, foi proposta a realização deste projeto, através do qual o desenvolvimento de uma plataforma de suporte para a criação de experimentos com um componente social foi abordado com sucesso.

A plataforma APGRI surge como uma ferramenta para ajudar a projetar, executar e analisar um programa guiado de experimentos onde a variável social ou humana é contemplada.

A nova plataforma APGRI responde à falta de ferramentas de experimentação que apoiam a tomada de decisões, graças às seguintes conquistas, entre as quais se destacam:

  • Construção de uma plataforma capacitada de “inteligência” e potencial de cálculo necessários para facilitar a realização dos ensaios multivariável, evitando a realização de ensaios individualizados variável a variável.
  • Racionalização dos experimentos, possibilitando a identificação do número mínimo de experimentos necessários para facilitar a tomada de decisões sem incorrer na realização de experimentos sem um objetivo estratégico de aprendizagem.
  • Obtenção de uma plataforma que facilita a definição de um programa de experimentação guiada, que dá suporte a tomada de decisões de maneira mais científica.

Projeto: IDI- 20151160

Plataforma para o Escaneamento de Vulnerabilidades em Webs.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

V-STAR (VECTOR SCAN TOOL AUDIT REPORT) é uma plataforma que utiliza diferentes ferramentas de análise para a identificação de vulnerabilidades em serviços web, sem falsos positivos/negativos, uma das principais desvantagens das soluções atualmente disponíveis.

Nossa solução consolida os resultados de todas as ferramentas com base em regras de inferência, seguindo o conceito de Segurança Adaptativa, obtendo os resultados mais constantes e descartando os falsos positivos/negativos, comparando os resultados de todas as ferramentas entre si.

O escaneamento é concluído com a geração de relatórios em vários formatos (PDF, HTML, etc.) e está integrado aos padrões de vulnerabilidade (CWE, CVE, etc.). Isso permite obter uma ideia muito precisa das vulnerabilidades e sua gravidade.

O V-STAR gera vários tipos de relatórios: um relatório executivo (compreensível por qualquer pessoa) e um relatório técnico em profundidade (onde todas as informações técnicas sobre vulnerabilidades e suas contramedidas são coletadas).

Esta solução dispõe de uma arquitetura aberta que permitirá o acoplamento de outras ferramentas Open Source e algoritmos de predição no futuro. Também permitirá uma atualização constante de ferramentas e módulos já integrados, bem como novos desenvolvimentos. Essas características são muito importantes para converter a meta-ferramenta em algo evolutivo capaz de detectar as novas vulnerabilidades descobertas.

Todos o anterior são complementados por um nível muito alto de automatização. Todo o processo é automático, e só precisa fornecer dados muito básicos (URL do portal, nome do cliente, etc.). Esse nível de automatização permite uma redução muito grande nos custos, tornando o serviço acessível para todos os tipos de usuários, desde plataformas de serviços em setores como bancos ou retail, até PMEs.

Abundante no conceito de Segurança Adaptativa, a meta-ferramenta possui um Sistema especialista que contém um motor de Inteligência Artificial e Estatística que alimenta a configuração dos escaneamentos. À medida que a meta-ferramenta realiza mais e mais escaneamentos, o aprendizado automático será alcançado.

Projeto: IDI-20150774

Plataforma para a realização de transferências internacionais.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

Este projeto abordou com sucesso o desenvolvimento de uma plataforma que permite realizar transferências internacionais, evitando custos financeiros e de câmbio de divisas, usando redes peer to peer.

A plataforma permite contatar pessoas que querem fazer transferências, eliminando a figura do intermediário bancário, reduzindo assim as comissões e despesas de gestão. A solicitação de uma pessoa que deseja fazer uma transferência de um lugar para outro é correspondida com a solicitação de outra pessoa que deseja realizar o câmbio contrário.

Também desenvolveu um aplicativo móvel que permite as transferências internacionais de dinheiro através de tablets e smartphones. O aplicativo também é suportado por uma plataforma web, através da qual você pode executar o mesmo processo que em dispositivos móveis.

Todos os elementos mencionados (tablets, smartphones e Web) estão ligados a um middleware presente em vários países, que possui acordos com diferentes entidades financeiras.

Dá uma solução para um problema apresentado pelas transferências internacionais de pequeno volume, realizadas principalmente por numerosos emigrantes para suas famílias (localizadas em diferentes países europeus e latino-americanos).

Essas pequenas transações têm custos muito altos, tanto para o emissor quanto para o receptor, e precisam de vários dias para ser efetivas. Além disso, o banco não oferece transparência em relação à taxa de câmbio, comissões, etc.

Com esta nova plataforma estes problemas são resolvidos e um avançado sistema de transferências internacionais é oferecido a baixo custo, graças às seguintes conquistas alcançadas, entre outras:

  • Realização de transferências internacionais de pessoa para pessoa, instantaneamente.
  • Transferências multidivisa.
  • Montante mínimo de transferência de 1€, sem limite máximo.
  • Acesso de tablets, smartphones ou Web.
  • Possibilidade de operar em pelo menos 30 países, especialmente na Espanha e na América Latina.
  • Fornecimento de contas locais em cada país, de modo que os usuários apenas realizem transferências locais e efetivas rapidamente.
  • Possibilidade de realização de envio de dinheiro, sem a necessidade de o remetente ser cadastrado no sistema, utilizando a conta de qualquer entidade, cartão ou outro meio de pagamento.

Projeto: IDI-20141426

Nova Solução Integral de E-Market com base em Lojas Mistas.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

O design e o desenvolvimento de uma nova solução eMarket integral com base em “loja mista” foram abordados, o que permite oferecer a seus usuários uma ótima experiência de compra.

Essa solução responde a uma problemática que os pequenos negócios de retail apresentam atualmente, que têm capacidade de investimento limitada para lidar com iniciativas que permitam ampliar seu negócio por meio de canais diferentes daqueles de venda física no próprio estabelecimento.

Um conjunto de aplicativos foi desenvolvido com base na experiência de compra, perfis e hábitos de clientes de pequenos comércios. O pequeno comércio conseguirá satisfazer seus principais clientes com uma boa experiência de compra e otimizará seu processo de venda, atualmente ainda desconhecido, já que não sabe quando ocorre a decisão de comprar.

As soluções desenvolvidas facilitam a captura de informações úteis da maioria dos dispositivos eletrônicos, tanto dentro como fora dos espaços físicos das lojas, (dentro do estrito cumprimento da Lei de Proteção de Dados), e geram conhecimento e / ou atuações.

Além disso, uma arquitetura tecnológica de nova geração foi desenvolvida para permitir o crescimento sustentável. O futuro cliente contará com um modelo de gestão de tecnologia capaz de incorporar novas tecnologias e serviços futuros de forma ágil e sem transições traumáticas.

Projeto: IDI-20141040

Plataforma de Gestão de TPV.

Este projecto foi co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial) com fundos do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) através do programa operacional Crescimento Inteligente.

O desenvolvimento de uma nova plataforma de gestão de TPV foi abordado com sucesso. O TPV é entendido como o dispositivo que permite pagamentos eletrônicos através do uso de um meio físico (como um cartão ou um telefone celular).

Uma solução global válida foi desenvolvida para qualquer centro de autorização de pagamento, em que a lógica de negócios não reside no terminal, mas em um servidor.

Os TPVs são abstraídos do sistema em que estão conectados, o que pode ser um negócio atendido, com a presença de pessoal, ou desatendido, por exemplo, máquinas vending. Os TPVs são conectados a uma “Passarela de Pagamentos”, que por um lado é responsável por conectar os TPVs a um Centro de Autorização, ou por um Switch de Pagamentos, e por outro lado, gerencia os terminais TPVs.

Tem sido possível “afinar” o código do TPV através de uma solução Cliente Leve de tal forma que reduz um das maiores problemáticas dos TPVs, que é a distribuição de software.

A Passarela permite a conexão de diferentes tipos de TPV (Tradicional, Desatendido, móvel ou comércio eletrônico).

Projeto: TSI-020400-2011-51

Single European Open Mobile Services Area.

Projeto cofinanciado pelo Ministério da Indústria, Energia e Turismo, no âmbito do Plano Nacional de Investigação Científica, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica 2008-2011 e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, também conta com o selo ITEA2.

O principal objetivo do projeto SEMOSA é: fornecer uma plataforma de inovação aberta e ferramentas para a criação de aplicativos móveis que suportem tecnologias recentes, como Near Field Communication (NFC); além da perfeita integração de múltiplos domínios seguros e da interoperabilidade de serviços, como pagamentos a nível europeu. O SEMOSA é um projeto que irá configurar uma plataforma de inovação aberta para todos os aplicativos móveis e provedores de serviços, visando a interoperabilidade europeia de aplicativos e serviços confiáveis (ex.: m-pagamentos).

Projeto: TSI-020400-2011-20

USer Interface eXtensible Mark-up Language.

Projecto co-financiado pelo MINETUR, no âmbito do Plano Nacional de Investigação Científica, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica 2008-2011.

O projeto UsiXML desenvolve, através de uma linguagem inovadora, um modelo para melhorar o design da interface do usuário. Isso representa um benefício importante para os usuários em termos de produtividade e reutilização, usabilidade e acessibilidade, suportando o conceito “μ7”: multidispositivo, multiusuário, multi-culturality/linguality, multi-organização, multicontext, múltiplas modalidades e multiplataforma

Esta abordagem é garantida por um consórcio europeu entre parceiros industriais e parceiros acadêmicos, capaz de desenvolver este desafio para um desenho industrial realista e complexo de casos de uso e seu desenvolvimento. Um impacto significativo dos resultados deste projeto no mercado europeu é esperado nas próximas décadas dentro de vários segmentos, com um ganho real para a indústria europeia, funcionários e cidadãos.

Projeto: IDI-20101766

Aplicativo de Avaliação de EficiênciaEnergética na Indústria Agroalimentar.

Co-financiado pelo CDTI (Centro de Desenvolvimento Tecnológico Industrial).

Aplicação da Avaliação de Eficiência Energética, cujo piloto foi implantado em um cliente do setor Agroalimentar. Está dividido em cinco módulos:

  • Módulo básico para introdução de dados: empresas de eletricidade, tarifas, etc.
  • Esquema de fábrica: a estrutura dos sensores instalados é refletida na forma de uma árvore.
  • Módulo de simulação de fatura elétrica.
  • Módulo estatístico: Explora os dados dos sensores de consumo elétrico, de temperatura e umidade, em função de máquinas de trabalho em frio (como câmaras frigoríficas) ou calor (fornos, etc.); propostas de novos modelos energéticos para a fábrica, através do uso de redes neurais.
  • Módulo gráfico de fluxo completo da fábrica.

Projeto: AAL-010000-2011-17

Innovative ways of banking designed for and by the elderly.

Através do financiamento público-privado: programa conjunto Ambient Assisting Living e o Ministério da Indústria, Energia e Turismo (MINETUR)

O principal objetivo do projeto é a pesquisa e o desenvolvimento de sistemas que favoreçam o acesso dos idosos aos serviços bancários por meio de caixas eletrônicos, internet, televisão e telefone celular.