A crescente capacidade de recolha e armazenamento de dados tem proporcionado às empresas melhores capacidades de análise retrospectiva e em tempo real. Agora, graças a estas tecnologias, é possível tirar padrões e conclusões sobre os erros cometidos, para que não falhem novamente. Ou você pode identificar as soluções de maior sucesso e repeti-las.

A análise preditiva ou a inteligência preditiva vai mais longe. Os marqueteiros estão usando tecnologia de inteligência preditiva para entregar o que seus clientes querem, mesmo antes de saberem que o querem. Isso porque esta tecnologia cria uma experiência de cliente que é única para um determinado indivíduo, monitorando o comportamento do cliente e construindo um perfil de suas preferências específicas. Os dados deste perfil são usados para prever o que os clientes vão querer a seguir.

A inteligência preditiva está sob o guarda-chuva da inteligência artificial. No marketing especificamente, a inteligência preditiva organiza e analisa dados com o objetivo de prever algum tipo de comportamento do cliente. Esta tecnologia utiliza estes dados para formar idéias acionáveis que os marqueteiros podem utilizar para informar suas campanhas.

Porque é que a inteligência preditiva é tão importante?

A chave é a personalização, e esta tendência é essencial para o sucesso do marketing como é conhecido hoje em dia. Na verdade, a grande maioria dos consumidores escolheu, recomendou ou pagou mais por uma marca que oferece uma experiência personalizada.

A inteligência preditiva permite aos marqueteiros oferecer um marketing personalizado. Usando o comportamento de um potencial cliente e o histórico de compras passadas para determinar o que ele está procurando e se ele está mesmo procurando comprar. A classificação de leads preditivos usa grandes dados para determinar quais leads têm maior probabilidade de “converter”, para que os marqueteiros possam se concentrar nos leads que mais valorizam a empresa. Os marqueteiros podem personalizar as suas campanhas não só para determinados segmentos de clientes, mas também para cada cliente individual.

Por exemplo, poderiam pesquisar redes sociais, bases de dados públicas e websites e combinar essa informação com dados internos de clientes para ajudar as empresas a encontrar óptimas perspectivas de vendas.

Além disso, a inteligência preditiva permite que este tipo de análise aconteça instantaneamente, em tempo real, de modo que a análise humana não possa competir. Isto resulta numa melhor e mais rápida tomada de decisões.

Como podemos tirar partido desta tecnologia?

As ferramentas de inteligência preditiva estão ajudando as empresas a melhorar seus resultados e a alcançar seus clientes de forma mais eficaz. Mas, para conseguir isso, é conveniente levar em conta os seguintes pontos:

  • Facilitando uma pontuação mais precisa

A qualificação do lead é o processo ou sistema utilizado para classificar a disponibilidade de vendas de cada lead gerado. Os marqueteiros obtêm pontuações baseadas em um conjunto de critérios pré-determinados para que possam melhor encaminhar, nutrir ou vender para eles.

A inteligência preditiva permite uma abordagem muito mais abrangente para a qualificação do cliente. Na verdade, pode identificar padrões na impressão digital, desde os termos que procuram até às páginas web onde vêem os produtos que compraram no passado. Modelos preditivos podem analisar esses padrões de comportamento e prever com precisão quando cada cliente potencial estará pronto para fazer uma compra e quais ações irão acelerá-los através do ciclo de vendas – tudo isso em um instante.

  • Fornecer recomendações em tempo real

A inteligência preditiva permite que os marqueteiros criem experiências web dinâmicas e orientadas. Quando um cliente visita uma página específica ou visualiza um determinado item, seu site pode processar esses dados em tempo real e fornecer recomendações personalizadas com base nas ações dessa pessoa. Em vez de criar um site estático, a inteligência preditiva torna o seu site intuitivo e único para cada cliente individual, o que pode melhorar drasticamente as taxas de conversão.

Um exemplo disso é a gigante Amazon, que usa essa tecnologia para recomendar produtos e serviços aos usuários com base em seu comportamento passado. Tais recomendações representam até 30% das vendas da Amazon. Além disso, a Amazon tem planos para desenvolver uma ferramenta que deverá entregar produtos em áreas onde as encomendas eram esperadas mesmo antes dessas encomendas serem colocadas no local, reduzindo o tempo de entrega dos produtos aos clientes.

  • Melhorar a estratégia de marketing de conteúdo

O conteúdo é uma parte cada vez mais importante da jornada do comprador, e a inteligência preditiva ajuda os marqueteiros a adaptar a sua estratégia de marketing de conteúdo às necessidades e preferências de cada cliente potencial.

A inteligência preditiva analisa os dados de prospectos e fornece informações sobre os temas, tons e tipos de conteúdo aos quais os seus clientes-alvo respondem. Dado o tempo e a energia necessários para criar conteúdo, este conhecimento é essencial para uma estratégia eficiente e racionalizada de criação de conteúdo.

  • Melhore e amplie os esforços de SEO

A optimização para motores de busca é um processo interminável de ajustes e reacções. À medida que os algoritmos do Google são actualizados ao longo do ano, os profissionais de marketing ficam muitas vezes desfasados das tendências actuais e o seu website torna-se rapidamente obsoleto.

A inteligência preditiva permite aos marqueteiros coletar e analisar dados para ajudá-los a antecipar e reagir rapidamente às tendências.

  • Atualizar a estratégia de e-mail marketing

O e-mail marketing é uma das táticas de marketing mais antigas, mas ainda é uma das mais eficazes. Mas, os padrões para o e-mail marketing mudaram. As campanhas pontuais não são mais eficazes e devem ser substituídas por e-mails personalizados que correspondam às preferências do destinatário.

A inteligência preditiva tornou possível aos profissionais de marketing por e-mail personalizar seus e-mails de marketing B2B para atender às necessidades de cada assinante individual. O exemplo mais comum é um e-mail ‘carrinho abandonado’. Um cliente coloca um item em seu carrinho virtual e depois deixa a página. Após um período de tempo pré-determinado, plataformas modernas de automação de marketing podem enviar a este potencial cliente um e-mail de acompanhamento, lembrando-o de concluir a sua compra.

  • Identificar ações online que causam decisões fora de linha

Os especialistas em marketing digital sabem que as campanhas que são feitas on-line são muitas vezes compatíveis com campanhas off-line. No entanto, descobrir que tipo de conteúdo online desencadeia acções offline, por exemplo, visitar mais a loja física, nem sempre é fácil, mas a inteligência preditiva pode ajudar.

Conclusões

A tecnologia preditiva de inteligência empresarial, como a aprendizagem de máquinas e a Inteligência Artificial, não são mais conceitos estranhos que podem ser ignorados. Eles estão aqui para ficar e mudar o marketing digital, como é conhecido hoje. Ambos permitem aos marqueteiros criar soluções personalizadas para os clientes e manter-se a par das tendências relacionadas, o que pode ajudar as empresas a serem mais eficientes no futuro.

A implementação da inteligência preditiva em marketing e vendas tem um enorme potencial de efeitos positivos duradouros, e deve ser considerada essencial para as estratégias de 2020.

O valor que esta tecnologia pode trazer a uma empresa que quer crescer é claro, e aplicada em todo o espectro, oferece a empresas de todos os tamanhos um foco real no cliente, melhorando todos os aspectos da experiência para gerar maior lealdade.

Como a tecnologia continua a evoluir, os marqueteiros já não podem contar com o trabalho de adivinhação para desenvolver as suas campanhas. Para obter resultados consistentes, eles devem abraçar a nova onda de tecnologia que está surgindo.

Mas sem nunca perder o elemento humano do marketing. Assim como a tecnologia pode realizar análises complexas baseadas em dados melhor do que o cérebro humano, os marketeiros podem injetar personalização, humor e emoção em campanhas de uma forma que a inteligência preditiva não pode imitar totalmente. Juntos, marqueteiros e inteligência preditiva abrem caminho para um cenário de marketing mais informado e eficiente.