Estima-se que 151 milhões pessoas visitaram um shopping no fim de semana da última sexta-feira negra. De acordo com um relatório do Conselho Internacional de centros comerciais (ICSC), os varejistas com uma estratégia de vendas omnichannel foram o destino preferencial para os compradores, como eles capturaram 88% de vendas.

O que os clientes estão procurando?

Cada nação tem suas próprias culturas e comportamentos originais e conseqüentemente suas próprias atitudes originais para comprar. Dependendo das diferentes partes do mundo, diferenças interessantes podem ser vistas em cada região, mas também muitas semelhanças marcantes.

Para os varejistas é necessário saber quais aspectos são mais importantes tanto em portais de compras on-line e móveis e em lojas físicas. De acordo com o relatório Wirecard Holiday shopping, deve-se notar que os principais critérios para comprar na loja e on-line são os mesmos:

  • O preço foi a prioridade número um, com mais de metade dos entrevistados marcando-a entre os seus “3 fatores mais importantes”.
  • Seguido pela qualidade dos produtos.
  • Ofertas especiais e descontos sazonais vieram em terceiro lugar
  • Isso foi seguido por afinidade de marca, a capacidade de devolver itens e obter reembolsos facilmente, tempo de envio e a flexibilidade para pagar com a moeda que você escolher ou usar a moeda local.

Da perspectiva de um varejista, é fascinante ver como on-line e compras na loja está borrar linhas internacionais.

Quais canais os clientes preferem comprar?

Do ponto de vista dos varejistas, Video Advertising Bureau (VAB) acredita que todos os canais valem a pena, e afirma que trabalhar com um número deles é a melhor maneira de atrair consumidores difíceis de alcançar. 29% das empresas adotaram um multi-passo Channel em 2014, número que cresceu para o 62% de hoje.

Os dados corroboraram da outra extremidade, onde o aumento escalonamento de dispositivos móveis continua a acelerar. Quatro em cada dez consumidores escolhem usar um aplicativo ou um site para celular para fazer suascompras, assim dessuavizando compras através de um computador.

No entanto, não é uma luta “Channel-versus-Channel”, na verdade, 82% consumidores são muito propensos a combinar diferentes canais durante o processo de compra.

No entanto, se houver uma constatação notável seria que quase todos os compradores usam canais diferentes como uma questão de rotina uma vez que, durante toda a jornada do cliente, eles descobrem, pesquisa, comparando entre os opções diferentes e, finalmente, a compra de um que lhes oferece os melhores resultados.

Os 75% dos ingleses, 77% dos alemães e 79% dos americanos confirmam edife este achado, e os números em outros continentes eram mesmo mais elevados, 86% em Singapore, em 90% em Hong Kong e em 92% em Brasil. Mas, se uma figura deve ser destacada é aquela de Malaysia, onde um 96% dos consumidores disse que era provável ou muito provável que combinariam diversos canais ao comprar.

Para entender melhor o desejo de experiências omnichannel, é interessante avaliar os principais motivos dos compradores para a combinação de canais. Mais da metade do dito que concentram sua atenção na diferença de preço, e o 18% diz que compara ofertas de produtos semelhantes. Outro disseram que usam a combinação de canaletas diferentes para testar produtos antes de comprar, para evitar custos de transporte, para começ seus produtos mais rapidamente ou para procurar discontos.

Black Friday ainda está na liderança

Por outro lado, é imperativo que os varejistas entendam como atender às necessidades dos clientes e também permaneçam c-ompetittivos e relevantes no mercado. Isso é importante não só durante grandes picos de vendas, mas para cultivar a lealdade do cliente para voltar novamente e novamente.

Black Friday é a estrela indiscutível do comércio global, e este dia tornou-se um fenômeno internacional. De fato, nos sete principais países para os quais a pesquisa Wirecard foi conduzida, quase quatro em cada dez entrevistados disseram que é no dia em que passam mais. Os destaques incluem o Brasil, com 67% compradores, dispostos a gastar mais durante a Black Friday.

Além de Black Friday, que é de grande relevância em todo o mundo. Diferentes eventos de compra têm diferentes níveis de sucesso, dependendo da região. Para a grande maioria dos consumidores, a compra de Natal desempenha um papel importante, de modo que os varejistas devem usar este evento como um motorista para suas vendas, com ofertas atraentes e definindo a abordagem certa para cada consumidor. No entanto, estas não são as únicas datas indicadas:

  • A CyberMonday, apesar de estar tão perto de Black Friday, está crescendo em popularidade, na verdade, os 11% compradores planejam gastar mais durante este dia do que em qualquer outro feriado.
  • A época do advento tem fãs leais, como o Reino Unido, Alemanha e Brasil, embora seja menos popular nos Estados Unidos.
  • No entanto, enquanto Black Friday tem o maior apelo do mundo, na área asiática é ofuscado por seu rival menos conhecido, o chamado “Festival de compras 11ST” da China, também conhecido como o “dia dos solteiros”. Portanto, Singapura, Malásia e Hong Kong planejaram participar deste evento. Devido ao seu domínio absoluto na China, durante este evento, mais do dobro das vendas de Black Friday e Cyber Monday são gerados juntos.

Por que o “único dia” está a pisar duro?

Primeiro de tudo, não é sobre o envio de mais e mais produtos a preços irresistíveis. Mas este dia, ele gerou novas idéias no setor de varejo, como especialistas em marketing criar campanhas atraentes que não só impulsionar as vendas, mas aumentar a afinidade com a marca e atrair clientes para novos e experiências emocionantes.

Novos serviços móveis baseados em localização, aplicativos de realidade virtual e coisas como “espelhos inteligentes” ajudam a mergulhar os consumidores no evento de uma maneira muito mais rica do que as compras on-line padrão, mesclando elegantemente o mundo do entretenimento e das compras.

De acordo com alibaba no 11º de 11 ele aspira a tornar-se algo como os Olympics ou o Superbowl, um evento que os peritos de marketing devem analisar e onde as marcas halcangam para fora para impressionar o Consumidores chineses principalmente e o resto do mundo.

O Festival 11,11 aproveita a cultura popular de maneiras novas e interessantes, as galas nacionais de televisão definem as tendências atuais da cultura pop e atraem grandes celebridades globais. Até 200 milhões compradores chineses sintonizar esses shows, reunir e transformar a noite antes de 11,11 em um evento nacional.

Tudo isso impulsiona novas formas de pagamento. Os retalhistas não só têm de satisfazer volumes de pagamentos incríveis, como também grande variedade de preferências de pagamento, desde compras on-line passando pelas lojas físicas até o carteiras móveis. Por exemplo, alibaba atrai clientes para obter grandes negócios off-line quando eles usam sua alipay e-wallet para pagar em shoppings.

É hora de arriscar

Em geral, os seres humanos são criaturas habituais, e é verdade que uma vez que uma loja ou site que gostamos, muitas vezes continuamos a voltar lá. Há várias razões para isso, no campo on-line, uma das razões mais importantes é a desconfiança de inserir detalhes do cartão de crédito em novas lojas desconhecidas.

Portanto, os eventos de vendas mais relevantes representam uma oportunidade única para novos varejistas para atrair mais clientes através de ofertas irresistíveis, porque durante esses dias os compradores estão mais dispostos a tentar algo novo, e dar-lhes uma oportunidade para novos prestadores de serviços.

Mais da metade dos compradores disse que eles são susceptíveis de comprar a partir de uma nova loja ou tentar uma nova marca durante as compras em datas designadas, e quase um terço (77) diz que eles são muito propensos a fazê-lo.

Embora esses números ajudem os principais varejistas de comércio eletrônico a consolidar seu poder, isso é uma notícia encorajadora para pequenos nichos e varejistas regionais, oferecendo um mais especial e Personalizado. Para fazer isso, eles devem atender a uma série de requisitos:

  • Permita uma experiência de compra excepcional baseada na tecnologia omnichannel; com preços atraentes, ofertas personalizadas e ótimo atendimento ao cliente, não só em termos de aconselhamento, mas também reclamações e trocas.
  • Aceptar una variedad de métodos de pago para minimizar la fricción. Ofreciendo soluciones de pago populares como Alipay, las cuales ofrecen un nuevo grupo de clientes a los minoristas occidentales.
  • O transporte livre é muito importante para varejistas estacionários, especial com grande ou produto-baseado uns.

Compras móveis agrega valor à experiência

Finalmente, como mencionado em uma seção anterior, as vendas móveis têm crescido nos últimos tempos, e quase metade dos consumidores escolhem pagamentos móveis como uma das duas melhores Opções compra (46).

Isso significa que aceitar pagamentos móveis é uma necessidade absoluta para os traders, pois a tendência não mostra sinais de desaceleração.

Serviços de realidade virtual e aumentada com um 26 (como a capacidade de “testar” uma peça de vestuário) tomou o segundo lugar, seguido pela inteligência artificial.

O consumidor de hoje é cada vez mais experiente em tecnologia. Qualquer tecnologia que oferecer maior valor para comprar, seja uma realidade aumentada, um espelho ou sobre o torne os produtos mais fáceis de entender. Além disso, eles são divertidos e fazer compras uma experiência memorável.

Conclusões

Os consumidores esperam uma experiência omnichannel, mesmo quando a maioria deles nunca usaria a palavra “omnichannel” para descrever o que eles querem. Compras de Natal, Black Friday ou qualquer outro evento focado em vendas impulsiona os lucros da indústria de varejo. É por isso que é importante que os varejistas estejam preparados para atender a essas expectativas, independentemente do custo.

A preparação para estes eventos significa muito mais do que enviar o primeiro e-mail promocional da Black Friday em 1 de novembro. Isso também significa garantir que suas estratégias omnichannel estão prontas e esperando para atender às expectativas dos clientes.

Alguns dos fundamentos quando se trata de atender às expectativas dos clientes, e o que os varejistas podem fazer são:

  • Estratégia global: você não pode personalizar cada jornada do cliente entre outubro ou novembro. No entanto, há muitas etapas que podem ser tomadas para ajudar a adaptar as necessidades de curto prazo de cada cliente, como usar pop-ups, dar as informações que eles estão procurando ou um bate-papo em tempo real.
  • Fornecer transparência ao inventário: visibilidade não só para o número de produtos que você tem, mas também para um avaliação da probabilidade de o consumidor o conseguir. Especialmente quando o objetivo final é trazer os consumidores para a loja, ele deve fornecer algum tipo de visibilidade on-line em inventários para garantir a viagem para a loja física é worthit.
  • Experiência móvel: uma boa opção é permitir que duas áreas no celular para eventos de compras, e mais tempo e esforço deve ser gasto garantindo que estes fornecem experiências de cliente de alta qualidade, compras de cartão de presente e guias de presente.