Towards a new business model.

O setor energético está imerso em um processo de transformação em busca de um modelo mais sustentável e consciente.


As mudanças climáticas e a sustentabilidade, tanto social quanto ambiental, são os pilares que irão estruturar a transformação do setor energético. medida que a pesquisa e o desenvolvimento de energias renováveis começam a dar frutos, estas devem coexistir em um período de transição com energias não renováveis, com pesquisas paralelas para reduzir seu impacto negativo e alcançar maior eficiência energética.

Embora haja uma evolução na produção de energia, o setor deve enfrentar desafios como o firme compromisso com um novo modelo de mobilidade elétrica ou o firme apoio ao autoconsumo como base para um novo modelo de geração distribuída. No curto prazo, o gerenciamento da demanda, capacidade de armazenamento, digitalização da rede e novos esquemas de operação de rede serão essenciais para proporcionar flexibilidade ao sistema.

Quatro questões globais irão influenciar o futuro do setor:


Impacto das Mudanças Climáticas

A crescente demanda por energia e as mudanças climáticas forçarão uma maior produção de energia com baixas emissões. A geração distribuída de energia está a caminho.

Eficiência Energética

A eficiência energética voltada à rentabilidade, segurança e automação. O foco deve ser a melhoria operacional na área de Smart Grids.

Alta Competitividade

Entrada constante de novos concorrentes no mercado comercial, com alta competição em tarifas e gerando margens de lucro muito apertadas.

Cliente Consciente

Os usuários não são mais apenas consumidores, mas também podem ser produtores. Mais conscientes, eles exigem soluções tecnológicas sustentáveis e ecológicas.

Para conseguir a transformação digital, as empresas devem trabalhar em 3 aspectos:


Ciclo de vida dos ativos

  • Gestão do desempenho dos ativos.
  • Trabalhadores de campo digitais.
  • Planejamento inteligente de ativos.

Otimização da rede elétrica

  • Plataforma de agregação de energia.
  • Oferta e demanda em tempo real.
  • Controle em tempo real.

Atendimento integrado ao cliente

  • Integração de armazenamento.
  • Gestão de energia.
  • Modelos digitais de clientes.
  • Integração de soluções energéticas.

Inovação digital para redefinir o setor:


O setor enfrentará grandes desafios nos próximos anos, e somente empresas capazes de responder com alta agilidade e rapidez o T2M se posicionarão como líderes no setor. A tecnologia* irá responder às necessidades das empresas, levando em conta três áreas-chave: sustentabilidade, mudanças climáticas e segurança do abastecimento.

O epicentro das mudanças estará relacionado à otimização inteligente das redes de energia, atendendo ao máximo da economia circular, o que destaca a importância da gestão eficiente e da reutilização dos recursos. Por outro lado, a capacidade de se adaptar e antecipar mudanças em novas regulamentações, priorizar energias verdes e focar na eficiência energética, envolverá aspectos competitivos críticos.

*Na Vector ITC somos credenciados pela EOI, vinculada ao Ministério da Indústria, Comércio e Turismo como uma empresa com experiência no Diagnóstico e Implementação de Projetos da Indústria 4.0.


Internetof Things

É imperativo analisar o consumo e o funcionamento do negócio para responder em tempo real às necessidades da demanda e da empresa. Isto é possível graças aos dispositivos IoT que se conectam à rede para extrair informações e assim poder realizar processos automaticamente, com monitoramento e controle remoto. Esta tecnologia permite, por exemplo, a automação de auditorias de plantas, vigilância e controle de armazenamento, ou o monitoramento de plantas, distribuição e comercialização.

O número de dispositivos conectados a redes inteligentes irá aumentar exponencialmente nos próximos anos. Para gerenciá-las adequadamente, é necessário que haja uma plataforma de IoT empresarial que se integre ao ecossistema tecnológico da empresa e seja capaz de se conectar a uma grande variedade de fontes de sinal e informação. Desta forma será possível processar grandes quantidades de dados através de ambientes de Cloud e fornecer auto-serviço de visualização e ferramentas de análise avançadas. Graças às plataformas IoT é possível melhorar a operação de plantas e instalações industriais e obter informações em tempo real, permitindo que sejam tomadas medidas sobre os ativos para torná-los mais eficientes.

Smart Meter

Os medidores inteligentes permitem a otimização da distribuição e geração de energia, eliminando a superprodução e melhorando a eficiência energética. O consumidor tem informações de seu consumo em tempo real, podendo se desligar da rede para consumir energia própria (caso seja dono), e assim obter um faturamento mais preciso. As empresas podem obter informações sobre o consumo, antecipando as flutuações da demanda.

Smart Grid

A combinação de redes de distribuição elétrica com novas tecnologias permite o monitoramento remoto e ajuste contínuo da produção e consumo de forma automatizada. São redes bidirecionais, pois a eletricidade é transmitida em ambas as direções, de modo que os consumidores podem se tornar pequenos produtores.

Microgrid

O sistema elétrico centralizado evoluiu para redes descentralizadas ou distribuídas, permitindo aos consumidores a geração, distribuição e regulação de energia. Nesse sentido, o mercado descentralizado gerou a criação de redes de comercialização de energia peer-to-peer.


Big Data & IA

Graças aos dispositivos IoT, as empresas possuem grandes volumes de dados sobre produção, operação de máquinas e instalações, monitoramento de processos e consumo dos usuários. Através de plataformas e ferramentas Big Data é possível analisar as informações tanto para conhecer melhor o cliente e seu consumo, como para melhorar a operação e eficiência dos processos. Além disso, graças a modelos avançados de análise e previsão baseados em Inteligência Artificial, as empresas podem antecipar e gerar vantagens diferenciais.

  • Previsão da demanda para se ajustar a possíveis flutuações e reduzir o desperdício.
  • Aumentar a eficiência energética e proporcionar um fornecimento seguro, econômico e sustentável.
  • Ofertas de serviços sob medida para as necessidades dos clientes com tarifas personalizadas.
  • Melhoria dramática no desempenho do processo através da análise da manutenção preditiva para eliminar problemas acidentais e tempo de máquina parada.
  • Análise do consumo e adequação em tempo real às necessidades do consumidor e da empresa.
  • Apoio à tomada de decisões tanto operacionais quanto estratégicas.

Blockchain

A Blockchain pode ser um eixo básico para a transformação da infra-estrutura transacional do setor, passando de estruturas centralizadas para descentralizadas. Esta tecnologia está sendo utilizada para gerenciamento de dados, segurança no sistema de fornecimento de energia, ajustes de energia em tempo real, monitoramento financeiro e registro e rastreabilidade das interações entre os diferentes atores. Permite funcionalidades como gestão segura de direitos de emissão de ativos, certificados de energia renovável e serve como base para processos de medição, faturamento e compensação.


AutomaçãoInteligente

A Automação permite melhorar a velocidade e a qualidade da tomada de decisões, coletando informações em tempo real, aplicando padrões e valores de referência e gerando alarmes e mensagens que facilitam o trabalho dos funcionários. Isto permite a interação com os processos por meio de um software, sem assumir riscos na planta (SCADA). Além disso, a automação impulsiona a transformação em qualquer fase, permite o controle da rastreabilidade das operações e ativos e oferece soluções em processos comerciais, como liquidação de fraudes, On-Boarding na contratação ou faturamento automático.

Quanto à Robotização, ela é muito útil na manutenção e inspeção de ativos de risco, que são de difícil acesso e exigem muito tempo. Houve também um boom no uso de Robôs e Cobots (Robôs Colaborativos) nas fábricas, impulsionado pela melhoria da eficiência.

A automação inteligente, robotização e sensorização total dos ativos revolucionará a otimização dos processos relacionados com a geração e distribuição de energia.



Cibersegurança

Os serviços prestados por esta indústria são parte fundamental da economia e da sociedade e, portanto, além dos ataques habituais, eles têm que enfrentar ataques com alvos nacionais. Essas empresas devem garantir a resiliência do ecossistema a acidentes ou ameaças à segurança. A indústria tem muita experiência com ameaças físicas ou falhas, mas não com ataques cibernéticos, e com a crescente digitalização, dispositivos conectados e o novo papel dos consumidores; eles se tornaram vulneráveis a ataques potenciais, como DDoS ou Ransomware. Neste contexto, é fundamental projetar e executar uma estratégia abrangente de Cibersegurança, focada na segurança da rede e da infra-estrutura, criptografia e prevenção de dados, com o objetivo de proteger tanto os dados operacionais gerados pela infra-estrutura, quanto os dados pessoais e de consumo fornecidos por clientes de diferentes empresas.


Realidade Aumentada

A RA pode ser de grande ajuda nas áreas de suporte, controle da planta, manutenção e treinamento, reduzindo o volume de erros e o tempo de execução. Por exemplo, treinamento com dispositivos que simulam o cenário de trabalho para realizar um processo com segurança; simulação de protocolos de evacuação em situações críticas como vazamentos ou incêndios; ou apoio através de conteúdo audiovisual e em tempo real no desenvolvimento dos processos da planta.


Como ajudamos o setor na sua transformação digital?

ver setores